“A  submissão do contrato bancário à revisão judicial é possível, para o fim de restabelecer-se o equilíbrio contratual e evitar a desproporção entre as obrigações de cada um dos contratantes, à luz dos princípios do Código do Consumidor, que incide sobre a relação jurídica trazida a exame. A atividade bancária está sujeita às regras do CDC, em razão da previsão expressa no seu artigo 3º, §2º, e do disposto no enunciado da Súmula nº 297 do STJ.”